TÓPICO ESPECIAL: ADOCIONISMO

Esta era uma das visões primitivas da relação de Jesus com a divindade como plenamente Deus e ainda plenamente homem (cf. 1 João 4.1-3). Basicamente afirmava que Jesus era um humano normal de todas as maneiras e foi “adotado”, “gerado” num sentido especial por Deus no seu batismo (cf. Mt 3.17; Marcos 1.11) ou na Sua ressurreição (cf. Rm 1.4). Jesus viveu uma vida tão exemplar que Deus, em algum ponto (batismo, ressurreição), adotou-O como Seu "filho” (cf. Rm 1.4; Fp 2.9) ou [2] "gerado", cf. Ps. 2.7, citado em Heb. 1.5; 5.5, como se referindo a Jesus. Esta era uma heresia da igreja primitiva e do oitavo século. Em vez de Deus tornar-se um homem (a Encarnação), a heresia reverte isso e agora o homem se torna Deus! Ela nega a pré-existência de Jesus (cf. Jo 1.1-2; 8: 56-59; 16.28; 17.5; 2 Cor 8, 9; Filipenses 2.6-7; Col. 1.17; Hebreus 1.3; 10.5-8).

É difícil verbalizar como Jesus, Deus o Filho, Divindade preexistente, foi recompensado ou exaltado por uma vida exemplar. Se Ele já era Deus, como Ele poderia ser recompensado? Se Ele tinha glória divina preexiste (isto é, João 1.1-2; Filipenses 2.6.), como Ele poderia ser honrado mais? Embora seja difícil para nós compreendermos, o Pai de algum modo honrou Jesus num sentido especial por Seu cumprimento perfeito da vontade do Pai.



Copyright © 2014 Bible Lessons International