TÓPICO ESPECIAL: FILHO DO HOMEM (tirado das notas do meu comentário sobre Daniel 7.13)

A frase aramaica ("bem enosh” CONSTRUTO BDB 1085 e 1081) "filho do homem” é diferente da frase hebraica similar ("ben adam”) encontrada nos Salmos e Ezequiel. Ambas as frases são usadas em paralelo em Jó 25.6; Sl 8.4; 90.3; 144.3; Is 13.12. Isto obviamente se refere ao Messias e isso se relaciona à sua humanidade (cf. 8.17; Jó 25.6; Sl 8.4; Ez 2.1 [e muitos mais] em Ezequiel), que é o significado das frases aramaica e hebraica, "filho do homem” com sua divindade porque as nuvens são o transporte da divindade (cf. Dan.7.13; Mt 24.30; 26.64; Marcos 13.26; 14.62; Ap 1.7; 14.14).

Jesus usa a frase para referir-se a Si mesmo no NT. Era usada para o Messias no judaísmo rabínico. Não tinha conotações exclusivista, nacionalista, militar. Descreve unicamente o Messias como plenamente humano e plenamente Deus (cf. I João 4.1-3). O uso de Daniel é o primeiro que foca no seu aspecto divino!

Jesus usou a frase para Si mesmo em três sentidos.

1. Seu sofrimento e morte (e.g., Marcos 8.31; 10.45; 14.21; Lucas 9.22, 44)

2. Sua vinda como Juiz (e.g., Mt 16.27; 25.31; João 5.27)

3. Sua vinda em glória para estabelecer o Seu Reino (e.g., Mt 16.28; 19.28; Marcos 13.26, 27; 14.62)

De The Jewish Study Bible [A Bíblia de Estudo Judaica], p. 1657 (veja também George E. Ladd, Teologia do Novo Testamento, pp. 137-149), a tradição judaica posterior sobre isto é listada.

1. Este contexto é messiânico (cf. I Enoque 46.1; 48.10; 4 Esdras [2 Esdras] capítulo 13; b. Sin. 98a)

2. Todas as previsões neste contexto já estão cumpridas (cf. b. Sin. 97b)

3. Este contexto não se refere ao tempo do fim (cf. Gên. Rab. 98.2)

4. Este contexto representa Israel (cf. Ibn Esdras e Rashi)





Copyright © 2014 Bible Lessons International