TÓPICO ESPECIAL: ORAÇÃO, ILIMITADA CONTUDO LIMITADA

 

A. Os Evangelhos Sinóticos

1. os crentes são encorajados a perseverar em oração e Deus fornecerá "coisas boas” (Mateus) ou "Seu Espírito” (Lucas) Mt 7.7; Lucas 11.5-13)

2. no contexto da disciplina da igreja os crentes (dois) são encorajados a se unirem em oração (Mt 18.19)

3. no contexto do julgamento do judaísmo os crentes devem pedir com fé sem duvidar (Mt 21.22; Marcos 11.23, 24)

4. no contexto de duas parábolas (vv. 1-8, o juiz iníquo e vv. 9-14, o fariseu e o pecador) os crentes são encorajados a agir diferentemente dos juízes ímpios e fariseus hipócritas. Deus ouve os humildes e arrependidos (Lucas 18.1-14)

B. Escritos de João

1. no contexto do homem nascido cego que Jesus cura, a verdadeira cegueira dos fariseus é revelada. As orações de Jesus (como de qualquer um) são respondidas porque Ele conhecia a Deus e vivia de acordo (João 9.31).

2. O Discurso do Cenáculo de João (João 13-17)

a. 14.12-14 – a oração crente caracterizada por

1) vir de crentes

2) pedir em nome de Jesus

3) desejar que o Pai seja glorificado

4) guardar os mandamentos (v. 15)

b. 15.7-10 – oração crente caracterizada por

1) permanecer em Jesus

2) Sua permanecer neles

3) desejar que o pai seja glorificado

4) produzir muito fruto

5) guardar os mandamentos (v. 10)

c. 15.15-17 – oração dos crentes caracterizada por

1) sua eleição

2) sua produção de fruto

3) pedir em nome de Jesus

4) guardar o mandamento de amar um ao outro

d. 16.23, 24 – oração dos crentes caracterizada por

1) pedir em nome de Jesus

2) desejar a alegria seja tornada completa

3. A primeira carta de João (1 João)

a. 3.22-24 – oração dos crentes caracterizada por

1) guardar Seus mandamentos (vv. 22, 24)

2) viver adequadamente

3) crer em Jesus

4) amar um ao outro

5) permanecer nEle e Ele em nós

6) ter o dom do Espírito

b. 5.14-16 – oração dos crentes caracterizadas por

1) confiança em Deus

2) de acordo com a vontade dEle

3) os crentes oram uns pelos outros

C. Tiago

1. 1.5-7 – os crentes confrontados com várias tribulações são invocados a pedir sabedoria sem duvidar

2. 4.2, 3 – os crentes devem pedir com os motivos apropriados

3. 5.13-18 – os crentes confrontados com problemas de saúde são encorajados

a. a pedir aos anciãos que orem

b. orar com fé salvará

c. a pedir que seus pecados sejam perdoados

d. a confessar o pecado uns aos outros e orar uns pelos outros (similar a I João 5.16)

A chave para a oração eficaz é a semelhança a Cristo. Isto é o que orar em nome de Jesus significa. A por coisa que Deus poderia fazer para a maioria dos cristãos é responder suas orações egoístas! Num sentido todas as orações são respondidas. O aspecto mais valioso da oração é que o crente passa tempo com Deus, confiando em Deus.