TÓPICO ESPECIAL: O MAR VERMELHO

 

I. Nome

A. Literalmente o nome é Yam Suph.

1. "Mar de Algas" ou "Mar de of Juncos" (raiz egípcia)

2. "Mar no fim (da terra)" (raiz semita)

B. Isso pode referir-se a

1. água salgada, I Rs 9.26 (Golfo de Ácaba); Jonas 2.5 (Oceano Mediterrâneo)

2. água doce, Êx 2.3; Is 19.26

C. A Septuaginta é a primeira tradução a chamá-lo "o Mar Vermelho". Possivelmente esses trandutores estavam relacionando-o com o mar de Edom (vermelho). Esta designação foi perpetuada pela Vulgata latina e depois pela tradução inglesa King James.

 

II. Localização

A. Há várias extensões de água referidos por esse nome.

1. a estreita extensão de água entre o Egito e a península do Sinai aproximadamente 300 quilômetros de comprimento (Golfo de Suez)

2. a extensão de água entre a península do Sinai e a Arábia aproximadamente 180 quilômetros de comprimento (Golfo de Ácaba)

B. Poderia relacionar-se com area de pântano raso na parte nordeste do delta do Nilo próxima a Tânis, Zoã, Avaris, Ramessés, que fica na margem sudeste do Lago Manzala (a região pantanosa).

C. Poderia ser usado metaforicamente para as águas misteriosas ao sul, muitas vezes usado para o mar no fim (da terra). Isso significa que poderia referir-se a

1. Mar Vermelho moderno (Golfo de Suez ou o Golfo de Ácaba, cf. I Rs 9.26)

2. Oceano Ìndico (cf. Herédoto1.180)

3. Golfo Pérsico (cf. Josefo, Antiq. 1.7.3)

 

III. Suph em Números 33

A. Em Nm 33.8 a extensão de água que foi miraculosamente dividido é chamado suph (BDB 693 I, "juncos" ou "ervas daninhas").

B. Em Nm 33.10, 11 diz-se para os israelitas acamparem perto de yam suph (mar de Juncos / ervas daninhas)

C. Há duas extensões de água diferentes.

1. o primeiro não é o Mar Vermelho (Golfo de Suez)

2. o segundo é provavelmente o Mar Vermelho (Golfo de Suez)

D. O termo suph é usado no AT de três maneiras.

1. A extensão de água partido por YHWH para permitir aos israelitas passarem, mas os soldados egípcios se afogarem

2. a extensão noroeste do Mar Vermelho (Golfo de Suez)

3. a extensão nordeste do Mar Vermelho (golfo de Ácaba)

E. Yam suph possivelmente não signifique "mar de junco" porque

1. não havia/há juncos (papiro) no Mar Vermelho (água salgada)

2. a suposta etimologia egípcia refere-se a uma terra, não um lago

F. Suph poderia vir da raiz semita "fim" (BDB 692) e referir-se às águas desconhecidas misteriosas ao sul (veja Bernard F. Batts, "Red Sea or Reed Sea? What Yam Suph Really Means” [Mar Vermelho ou Mar de Junco? O Yam Suph Realmente Significa" em Approaches to the Bible [Abordagens à Bíblia], vol. 1, pp. 291-304).