ETÓPICO ESPECIAL: PERSEVERANÇA

 

As doutrinas bíblicas relacionadas à vida cristã são difíceis para explicar porque elas são apresentadas em pares tipicamente orientais, dialéticos (veja o Tópico Especial: Literatura Oriental [paradoxos bíblicos]). Estes pares parecem contraditórios, contudo ambos os pólos são bíblicos. Os cristãos ocidentais têm tido a tendência de escolher uma verdade e ignorar ou depreciar a verdade oposta. Alguns exemplos:

A. A salvação é uma decisão inicial de confiar em Cristo ou um compromisso de toda vida ao discipulado?

B. A salvação é uma eleição por meio da graça de um Deus soberano ou uma resposta de fé e arrependimento da parte da humanidade a uma oferta divina?

C. A salvação, uma vez recebida, é impossível de perder, ou há uma necessidade por diligência contínua?

A questão da perseverança tem sido controvertida por toda a história da igreja. O problema começa com passagens aparentemente contraditórias do NT:

A. textos sobre certeza

1. afirmações de Jesus no Evangelho de João (João 6.37; 10.28, 29)

2. afirmações de Paulo (Rm 8.35-39; Ef 1.13; 2.5, 8, 9; Fp 1.6; 2.13; II Ts 3.3; II Tm 1.12; 4.18)

3. afirmações de Pedro (I Pe 1.4, 5)

B. textos sobre a necessidade de perseverança

1. afirmações de Jesus (Mateus 10.22; 13.1-9,24-30; 24.13; Marcos 13.13; João 8.31; 15.4-10; Rev. 2.7,17,26; 3.5 , 12,21)

2. afirmações de Paulo (Rm 11.22; I Co 15.2; II Co 13.5; Gl 1.6; 3.4; 5.4; 6.9; Fp 2.12; 3.18-20; Cl 1.23; II Tm 3.2)

3. afirmações do autor de Hebreus (2.1; 3.6, 14; 4.14; 6.11)

4. afirmações de João (I João 2.6; II João 9; Ap 2.7, 17, 26; 3.5, 12, 21; 21.7)

5. afirmações do Pai (Apo. 21.7)

Salvação bíblica resulta do amor, misericórdia e graça de um Deus Triúno soberano. Nenhum ser humano pode ser salvo sem a iniciação do Espírito (cf. João 6.44, 45). A Divindade vem primeiro e estabelece a pauta, mas exige que os seres humanos devem responder em fé e arrependimento, tanto inicialmente quanto continuamente. Deus trabalha com a humanidade num relacionamento pactual. Há privilégios e responsabilidades!

Salvação é oferecida a todos os seres humanos. A morte de Jesus lidou com o problema do pecado da criação caída! Deus providenciou um caminho e quer que todos criados à Sua imagem respondam ao Seu amor e provisão em Jesus.

Se você gostaria de ler mais sobre este assunto, veja

1. Dale Moody, The Word of Truth [A Palavra da Verdade], Eerdmans, 1981 (pp. 348-365)

2. Howard Marshall, Kept by the Power of God [Guadado pelo Poder de Deus], Bethany Fellowship, 1969

3. Robert Shank, Life in the Son [Vida no Filho], Westcott, 1961

A Bíblia se dirige a dois problemas diferentes nesta área: (1) tomar a certeza como uma licença para viver vidas infrutíferas, egoístas ou (2) encorajar aqueles que lutam com ministério e pecado pessoal. O problema é que os grupos errados estão levando a mensagem errada e construindo sistemas teológicos sobre passagens bíblicas limitadas. Alguns cristãos precisam desesperadamente da mensagem de certeza, enquanto outros precisam de advertências severas de perseverança! Em que grupo você está?