TÓPICO ESPECIAL: TERMOS GREGOS PARA "TESTAR” E SUAS CONOTAÇÕES

 

Há dois termos gregos que têm a conotação de testar alguém para um propósito.

1. Dokimazō, Dokimion, Dokimasia

Este termo é um termo metalúrgico para testar a autenticidade de algo (i.e., metaforicamente alguém) pelo fogo (veja Tópico Especial: Fogo). O fogo revela o metal verdadeiro e queima (i.e., purifica) a escória. Este processo físico se tornou uma poderosa expressão idiomática para Deus e/ou Satanás e/ou seres humanos testar outros. Este termo é apenas usado num sentido positivo de testa com uma visão para aceitação (veja o Tópico Especial: Deus testa o Seu Povo [AT]).

É usado no NT para testar

a. bois – Lucas 14.19

b. nós mesmos – I Co 11.28

c. nossa fé – Tiago 1.3

d. até Deus – Hb 3.9

Os resultados destes testes eram supostos ser positivos (cf. Rm 1.28; 14.22; 16.10; II Co 10.18; 13.3, 7; Fp 2.27; I Pe 1.7), portanto, o termo expressa a ideia de alguém examinado e provado

a. para ser proveitoso

b. para ser bom

c. para ser genuíno

d. para ser valioso

e. para ser honrado

2. Peirazō, Peirasmus

Este termo frequentemente tem a conotação de exame para o propósito de encontrar falha ou rejeição. É muitas vezes usado em conexão com a tentação de Jesus no deserto.

a. Expressa a tentativa de armar cilada para Jesus (cf. Mt 4.1; 16.1; 19.3; 22.18, 35; Marcos 1.13; Lucas 4.38; Hb 2.18).

b. Este termo (peirazōn) é usado como um título para Satanás em Mt 4.3; I Ts 3.5.

c. É usado por

(1) Jesus advertindo-nos para não testar a Deus (cf. Mt 14.7; Lucas 4.12) [ou Cristo cf. I Co 10.9].

(2) Ele também denota a tentativa de fazer algo que falhou (cf. Atos 9.20; 20.21; Hb 11.29).

(3) É usado em conexão com a tentação e provas dos crentes (cf. I Co 7.5; 10.9, 13; Gl 6.1; I Ts 3.5; Hb 2.18; Tiago 1.2, 13, 14; I Pe 4.12; II Pe 2.9).