TÓPICO ESPECIAL: TIMÓTEO

 

A. Seu nome significa "aquele que honra a Deus”.

B. Ele era filho de uma mãe judia e um pai grego e vivia em Listra (cf. Atos 16.1). A tradução latina do comentário de Orígenes sobre Romanos 16.21 diz que Timóteo era um cidadão de Derbe. Isto é possivelmente de Atos 20.4.

C. Ele era instruído na fé judaica (ou fé cristã) por sua mãe e avó (cf. II Tm 1.5; 3.14,15).

D. Ele aparentemente confiou em Cristo durante a primeira viagem missionária de Paulo (cf. Atos 14.6, 7)

E. Ele foi convidado a juntar-se à equipe missionária de Paulo e Silas na segunda viagem (cf. Atos 16.1-5), aparentemente para assumir os deveres de João Marcos. Ele foi confirmado por profecia (cf. I Tm 1.18; 4.14).

F. Ele foi circuncidado por Paulo para que pudesse trabalhar tanto com judeus quanto Gregos (cf. Atos 16.3).

G. Foi um dedicado companheiro de Paulo e tornou-se um representante apostólico. É mencionado pelo nome mais vezes do que quaisquer outros auxiliares de Paulo (17 vezes em 10 cartas, cf. Rm 16.21; I Co 4.17; 16.10; Fp 1.1; 2.19, 22; Cl 1.5; I Tm 1.2; II Tm 1.2; Tito 1.4).

H. Paulo o chama afetuosamente "verdadeiro filho na fé” (cf. I Tm 1.2); "amado filho” (cf. II Tm 1.2) "verdadeiro filho, segundo a fé comum” (cf. Tito 1.4). Também observe "meu filho amado e fiel no Senhor” em I Co 4.17.

I. Ele estava aparentemente em Roma quando Paulo foi libertado da prisão e o acompanhou na sua quarta viagem missionária (cf. Cl 1.1; Fm 1).

J. Ele é chamado um "apóstolo” em I Ts 2.6 no sentido de um dom espiritual contínuo para as igrejas (cf. Ef 4.11).

K. Duas das três Epístolas Pastorais são endereçadas a ele.

L. Ele mencionado pela última vez em Hebreus 13.23 (mas cronologicamente em II Tm 1.2).