TÓPICO ESPECIAL: SANTOS

 

Este é o equivalente grego do kadosh hebraico (SUBSTANTIVO, BDB 871; VERBO, BDB 872, KB 1066-1067; veja Tópico Especial: Santo), que tem o significado básico de separar alguém, alguma coisa ou algum lugar para uso exclusivo de YHWH. Denota o conceito inglês de "o sagrado” Israel era "a nação santa" de YHWH (cf. I Ped. 2.9., Que cita Êx 19.6). YHWH está separado da humanidade por Sua natureza (Espírito eterno não-criado) e Seu caráter (perfeição moral). Ele é o padrão pelo qual tudo mais é medido e julgado. Ele é o transcendente, o Santo, Outro Santo.

Deus criou os seres humanos para comunhão, mas a queda (Gênesis 3) causou uma barreira relacional e moral entre um Deus Santo e a humanidade pecaminosa, Deus escolheu restaurar Sua criação consciente; portanto, Ele invoca Seu povo para ser "santo” (cf. Lv 11.44; 19.2; 20.7, 26; 21.8). Por um relacionamento de fé com YHWH Seu povo se torna santo pela posição pactual nEle, mas são também invocados para viverem vidas santas (veja Tópico Especial: Santificação, cf. Mt 5.48; Ef. 4.1,17; 5.2-3,15; I Pe. 1.15).

Este viver santo é possível porque os crentes são completamente aceitos e perdoados através da vida e obra de Jesus e da presença do Espírito Santo em suas mentes e corações. Isso estabelece a situação paradoxal de:

1. santo por causa da justiça imputada de Cristo (ou seja, Romanos 4)

2. chamado para viver santo por causa da presença do Espírito (veja Tópico Especial: Santificação)

Os crentes são "santos” (hagioi) por causa de

1. a vontade do Santo (o Pai, cf. João 6.29, 40; I Pe. 1.15-16)

2. a obra do Filho Santo (Jesus, cf. II Co 5.21; I Pe. 1.18-21)

3. a presença interior do Espírito Santo (cf. Rm 8.9-11,27)

 

O NT sempre se refere a santos como PLURAL (exceto uma vez em Fp 4.12, mas mesmo aí o contexto o torna PLURAL). Ser salvo é ser parte de uma família, um corpo, um edifício! A fé bíblica começa com uma recepção pessoal, mas resulta numa comunhão coletiva. Nós somos cada um dotados (I Co 12.11) para a saúde, crescimento e bem-estar do corpo de Cristo – a igreja (cf. I Co 12.7). Nós somos salvos para servir! Santidade é uma característica de família!

Tornou-se um título para os crentes (cf. Atos 9.13,32,41; 26.10; Romanos 1.7; I Cor. 1.2; II Cor. 1.1; Ef 1.1; Phil. 1.1; Col. 1.2; 12.13) e uma maneira de designar o serviço aos outros (cf. Rom; 16.2; Ef 1.15; Col. 1.4; I Tm 5.10; Heb. 6.10). Paulo acatou à uma oferta especial única das igrejas dos gentios para os pobres na Igreja Mãe de Jerusalém (cf. Rm 15.25-26; I Cor. 16.1; II Cor 8.4; 9.1).